Notícias

13/11/2017

Vereador questiona quanto ao conteúdo das provas do concurso público para os cargos de agente de trânsito, auditor tributário e médicos.

 

Na sessão desta segunda-feira, 13, o Vereador César Ulian (PP), utilizou a tribuna para questionar quanto ao conteúdo das provas do concurso público que está sendo realizado pelo Município, especificamente quanto aos cargos de agente de trânsito, auditor tributário, médico clínico geral e médico veterinário.

 

Ulian citou que as atribuições do agente de trânsito são diretamente relacionadas à fiscalização das normas do Código de Trânsito Brasileiro – CBT, e orientação aos munícipes, entretanto nas provas para este cargo não constará nenhuma questão sobre a legislação de trânsito. O vereador considera que as normas do CBT deveriam constar no edital do concurso como conteúdo de conhecimento específico para os candidatos que buscam a aprovação, uma vez que estes conhecimentos são imprescindíveis para o exercício de suas atividades na fiscalização do trânsito do Município.

 

Em relação ao cargo de auditor tributário, que tem como atribuição principal a fiscalização dos tributos municipais e a orientação dos munícipes quanto à legislação tributária, o vereador observou que o conteúdo das provas de conhecimento específico está direcionado somente a questões de contabilidade pública, sem nenhuma exigência de conhecimento do Código Tributário Municipal, que não será objeto de questionamentos na prova. Quanto ao conteúdo das provas de conhecimentos específicos, o vereador aponta que o conhecimento da legislação tributária do município é imprescindível para o desempenho das funções do auditor, motivo pelo qual deveria contar no edital do concurso.

 

Por fim, quanto aos cargos de médico e médico veterinário, Ulian citou que os conteúdos das provas estão divididos em conhecimentos específicos, que representam 25% do total das questões, e língua portuguesa, informática, e legislação municipal, que juntos totalizam 75% das questões. O vereador pondera que as questões envolvendo conhecimentos específicos nas áreas da medicina deveriam ter um peso maior nas provas para estes cargos de nível superior, em detrimento ao conhecimento em informática e em outras áreas, que não são preponderantes para o desempenho dessas funções.

 

O vereador solicitou ao Executivo a reavaliação dos conteúdos das provas para os cargos de agente de trânsito e auditor tributário, e a adequação de acordo com as atribuições dos mesmos, a fim de que os candidatos aprovados já ingressem no serviço público com o conhecimento prévio e necessário para o desempenho de suas funções.

 

Galeria de Imagens